Anemia: Como tratar e prevenir

Anemia

Cansaço frequente, falta de disposição e pele pálida pode ser sinal de uma rotina desgastante, mas também pode ser o corpo tentando avisar que algo mais grave está acontecendo, como um quadro de anemia. Esse tipo de condição pode fazer com que você não consiga ter a energia necessária para uma vida de qualidade, por isso, saber mais sobre a anemia, como tratar e prevenir, é de extrema importância.

O que é anemia?

Quando uma pessoa desenvolve anemia, um dos principais sintomas é o cansaço extremo. E existe um bom motivo para isso: com a qualidade de hemoglobina no sangue abaixo do normal, ocorre uma queda na capacidade de transporte de oxigênio para os órgãos do corpo, incluindo o cérebro. Lembre-se que é o sangue que leva o oxigênio e distribui pelo corpo, e com a diminuição dele, a sonolência e a falta de energia se apresentam rapidamente.

Em termos técnicos, uma pessoa anêmica é aquela que tem um comprometimento de hemoglobina, proteína presente nas hemácias, os chamados glóbulos vermelhos. A anemia ocorre mais facilmente em crianças, gestantes, mulheres em fase de amamentação e mulheres adultas. Embora os homens sejam menos afetados, eles também podem desenvolver quadros de anemia.

Glóbulos vermelhos

Isso significa que todos nós, independentemente de gênero ou idade, precisamos saber mais sobre a anemia, como tratar, como prevenir e, claro, as causas para o desenvolvimento dessa condição adversa de saúde.

O que causa a anemia?

Como falamos anteriormente, a anemia ocorre porque há uma redução do número de glóbulos vermelhos no sangue. Costuma ter relação com a falta de um ou mais nutrientes essenciais para o organismo, além de doenças crônicas, genéticas e autoimunes.

Estima-se que pelo menos 90% dos casos de anemia acontecem pela falta de ferro no sangue. O ferro é um elemento fundamental na produção das hemoglobinas, e este é o grande responsável pelo transporte do oxigênio pelo corpo.

Não é à toa que um dos métodos mais recomendamos em casos de anemia é o uso de suplementação de ferro. O ferro pode ser encontrado em diversos alimentos, como carne vermelha, brócolis, castanhas de caju e cereais como aveia e quinoa. Porém, bons suplementos de ferro são funcionais porque concentram uma maior quantidade do elemento, além de ajudar em casos de insônia, osteoporose, reumatismo e até hipertensão.

Como saber se estou com anemia?

Como toda condição de saúde, a anemia apresenta sintomas conforme tem sua evolução. O grande problema é que esses sinais começam aos poucos, fazendo com que a pessoa se adapte e não perceba o que está acontecendo, até realmente notar a gravidade da anemia.

Os principais sintomas da anemia são a falta de energia, cansaço excessivo, pele pálida, falta de disposição, dor de cabeça constante, irritabilidade fácil, vontade inexplicável de comer coisas estranhas (como tijolo ou barro), perda de memória e dificuldade de concentração.

Se você tiver sentindo esses sintomas, pode fazer um exame de sangue de hemoglobina, para avaliar se há alguma disfunção em seu corpo. Cada fase da vida tem uma quantidade mínima ideal de hemoglobina no sangue. Quando não atingimos esse valor, o diagnóstico é feito.

Como tratar e prevenir a anemia?

Não é porque você não desenvolveu anemia que você não precise prevenir. Afinal, muito melhor do que ter que tratar algum problema de saúde, é nem passar por essa fase, certo? A única forma disso acontecer é por meio da prevenção.

Tanto o tratamento quanto a prevenção da anemia são semelhantes, porém no tratamento a pessoa deve se atentar ainda mais para sua alimentação e suplementação de vitaminas. No quesito alimentação, aposte em alimentos como carnes vermelhas (fígado e miúdos são bem interessantes), hortaliças verde-escuras, leguminosas como feijão e lentilha, castanha de caju, açúcar mascavo, uva passa e damasco seco.

Falta de ferro

Inclusive, uma boa opção de refeição completa é um pedaço de carne vermelha, acompanhado de feijão ou lentilha, brócolis e espinafre, e um suco de laranja, que com a vitamina C ajuda o corpo na absorção do ferro dos outros alimentos. Para fechar, a sobremesa pode ser uva passa ou damasco seco. Esse exemplo mostra bem que não é difícil para se alimentar bem, já que todos esses ingredientes são fáceis de encontrar nos mercados.

O suplemento de ferro também é uma opção interessante para reforçar o elemento no organismo. Também existem no mercado essências vibracionais (Cátion Fe é um bom exemplo) que são mais leves que um remédio comum e não tem contra indicações. A proposta desse tipo de essência é reequilibrar e transformar as energias perdidas pela anemia ou por outras condições semelhantes.

Por fim, você pode considerar também um suplemento de aminoácidos, que é composto por uma série de elementos e vitaminas para corrigir distúrbios de energia. O ideal é buscar o auxílio de um profissional da saúde e receber orientações, tanto no diagnóstico da anemia quanto no tratamento dela.

O que acontece se eu não tratar a anemia?

Tudo indica que você tem anemia, mas você não quer nem saber de tratamento? Então, é importante que você esteja ciente que ao não tratar a anemia você pode provocar outros problemas para o seu organismo, debilitando pouco a pouco o corpo, com a possibilidade de desenvolver até mesmo problemas cardíacos.

Além disso, a anemia nunca é a causa de alguma coisa, mas a consequência. Ainda que possa ser a falta de ferro, também pode ser um sinal do corpo de algo mais grave, que somente exames específicos serão capazes de apontar. Ou seja, nada de fugir: faça o tratamento recomendado pelo médico para restabelecer sua saúde o mais rápido possível.

E você também não precisa esperar que seu corpo sinta falta de algo para começar a se cuidar! Mesmo que você não tenha anemia, não custa nada fazer escolhas saudáveis na hora de se alimentar, prezando pelas carnes e hortaliças que são ricas em ferro, além da inclusão de suplementos que podem trazer mais disposição, energia e saúde para sua rotina. Todo dia é um bom dia para cuidar da saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *