7 hábitos para combater a acne

7 hábitos para combater a acne- DNS

Você pode estar passando por isso na adolescência ou na fase adulta, já que as espinhas costumam estar associadas às alterações hormonais que podem acontecer em qualquer idade. Entretanto, existem alguns hábitos para combater a acne, fazendo com que esse problema seja controlado e evitado.

As famosas espinhas

Espinha é o nome popular dado à acne, uma inflamação que aparece em peles oleosas. É mais comum a incidência de acne na adolescência, onde os hormônios do organismo ainda estão em “adaptação”, mas algumas pessoas continuam com espinhas mesmo na fase adulta, também causadas por alterações hormonais.

A acne é o resultado de uma pele que produz oleosidade em excesso. Nossa pele conta com glândulas sebáceas, que são as responsáveis por produzir uma gordura boa (o sebo) que protege a superfície. Porém, com hormônios operando de forma descontrolada, há o excesso de produção de sebo, que faz com que os poros se obstruam e ali as bactérias se proliferam. Nosso corpo, como forma de defesa, desenvolve pus – e é assim que surgem as espinhas.

Embora os hormônios sejam responsáveis pela maioria dos casos de acne, existem outros fatores que podem contribuir para a incidência de espinhas na pele, como predisposição genética, uso de alguns medicamentos, cosméticos com fórmulas oleosas e até altos níveis de estresse. Eliminar completamente as espinhas pode ser difícil, mas existem alguns hábitos para combater a acne que ajudam a controlar a produção de oleosidade.

7 hábito para diminuir as espinhas

Alteração hormonal, presença de medicamentos, estresse, tudo isso pode ajudar na produção de sebo da epiderme. O que você pode fazer é testar algumas recomendações dadas pelos dermatologistas para descobrir o que funciona em seu organismo. Confira!

Não esprema

Não esprema espinhas- DNS

A gente sabe que é tentador ver uma espinha “madura” e espremer, mas tente ao máximo se controlar. Nossas mãos e nossas unhas estão cheias de bactérias, quando esprememos uma acne, todas as impurezas entram em contato com a inflamação, piorando a situação. É por isso que, muitas vezes, quanto mais esprememos mais as espinhas voltam. Viu uma inflamação no seu rosto? Finja que não viu e deixe a pele livre de apertões!

Produtos de tratamento

Produtos de tratamento-= DNS

É sempre ideal procurar um dermatologista para identificar quais são as suas necessidades, mas alguns produtos podem ser utilizados por todos os tipos de pele, como é o caso do sérum, um composto líquido que tem poder hidratante, aplicando apenas algumas gotinhas.

Existem também os oligoflorais, que não causam efeitos colaterais por ter em sua composição elementos naturais. O Cob em gel é um bom exemplo, que cria uma camada de proteção na pele, ajudando a acalmá-la e a controlar a incidência de acne.

Beba água

Um dos fatores que impactam no surgimento da acne é a falta de hidratação da pele. Como o órgão acredita que não está hidratado o suficiente, acaba produzindo mais óleo. A água é uma importante ferramenta nesse sentido, fazendo com que o corpo se mantenha hidratado de dentro para fora. Por isso, independentemente da época do ano, tenha sempre por perto uma garrafinha com água para não deixar a hidratação de lado!

Evite passar a mão no rosto o tempo todo

Muitas vezes desenvolvemos hábitos tão fortes que nem percebemos quando realizamos alguma ação: passar a mão no rosto o tempo todo é um deles e causa acne. Assim como o ato de espremer leva bactérias para a pele, o simples fato de levar às mãos a epiderme tem o mesmo efeito. Para piorar, o toque constante faz com que se estimule as glândulas sebáceas, deixando a pele mais oleosa e com mais espinha.

Esse fator contaminação é tão importante que muitos especialistas recomendam a troca quase diária da fronha do travesseiro para pessoas que estão com muitas inflamações no rosto. Isso porque as bactérias podem passar de um dia para o outro e agravar a situação. Ou seja, tome cuidado e evite a auto contaminação!

Protetor solar é diário

Protetor solar é diário para evitar acne- DNS

O que não faltam no mercado são tipos de protetores solar e você precisa ter um sempre por perto. Muita gente acredita que o protetor acaba gerando mais acne, mas uma dica é escolher um produto não comedogênico, ou seja, que não conta com óleo em sua formulação.

O protetor, além de evitar que a incidência do sol cause envelhecimento precoce, ajuda a proteger as áreas inflamadas, fazendo com que não fiquem marcas escuras em sua pele, aquelas que só podem ser retiradas em um tratamento médico específico.

Cuidados com a alimentação

Cuidados com a alimentação para evitar acne- DNS

Você já ouviu falar que chocolate dá espinha? As altas quantias de gordura e açúcar que estão no alimento fazem com que a pele produza ainda mais oleosidade. Uma boa dica é cuidar também da alimentação, optando por alimentos saudáveis, com menos açúcar e pouca gordura.

Higienize a pele, mas não em exagero

Manter uma rotina de limpeza no rosto é muito importante, mas você não precisa fazer isso em excesso. Lavar o rosto uma vez ao dia, principalmente depois de tirar a maquiagem para quem utiliza, já é suficiente para as peles oleosas.

Quando sua pele tem tendência a acne e você realiza uma limpeza duas ou três vezes por dia, com sabonete que elimina o óleo, faz com que o organismo entenda que há algum desequilíbrio e produza ainda mais sebo e cause mais inflamações.

Pele equilibrada = menos acne

Não existe uma fórmula mágica para o desaparecimento das espinhas. O que você pode fazer é tomar alguns cuidados e trabalhar a favor das necessidades da sua pele. Mas é importante saber quando pedir ajuda: se mesmo depois de inserir esses 7 hábitos para combater a acne em sua rotina você não ver melhora, procure um dermatologista para fazer um diagnóstico mais completo e até recomendar um tratamento.

Com uma pele equilibrada e saudável, as glândulas sebáceas podem “tirar férias” e diminuir a produção de óleo, evitando o surgimento de novas espinhas. Mas saiba que cuidados com a pele que você tem hoje vão fazer diferença não só nesse momento, mas também no seu futuro, com o envelhecimento – um bom motivo para manter os cuidados em dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *