Baixa imunidade: causas e prevenção

DNS-Baixa imunidade_ causas e prevenção

Não é difícil ouvir alguém falar que pegou um resfriado porque a imunidade estava baixa. Mas na prática, o que isso significa? Uma baixa na imunidade é mesmo capaz de gerar complicações para a saúde? Para deixar sua saúde sempre em dia, saiba quais são as causas e a prevenção da baixa imunidade.

O que a baixa imunidade gera ao organismo?

Antes de mais nada, é importante entender o que é a imunidade. Trata-se de uma proteção do nosso corpo contra os micro-organismos que causam doenças. O sistema imunológico tem importante função, já que é ele que faz com que doenças, infecções e alergias fiquem bem longe. Entretanto, se as defesas naturais não estão fortes o suficiente, há uma propensão maior para adoecer.

Dessa forma, se você tem uma baixa na imunidade, existem mais chances de que um germe invada o corpo, causando complicações. É claro que é possível parar esses processo, mas só o fato de colocar nosso organismo em risco pode enfraquece-lo. O caminho aqui é um só: prevenção.

Mas o que causa a baixa imunidade?

A verdade é que não existe somente um fator que causa a baixa imunidade. De forma geral, é uma combinação de elementos que levam o paciente a sentir que algo está errado com sua imunidade. Entretanto, uma das principais causas para esse problema é a má alimentação – tanto que a frase “somos o que comemos” nunca fica desatualizada.

A boa alimentação é importante porque é através delas que nosso organismo tem acesso às vitaminas e minerais essenciais para seu funcionamento. A falta destes elementos ataca, principalmente, o sistema imunológico. Afinal, se o corpo não tem acesso aos nutrientes que precisa, alguma parte dele vai sentir as consequências desse desequilíbrio.

Outro motivo que costuma estar associado à baixa imunidade são as variações hormonais, especialmente para as mulheres. São os hormônios que comandam os processos celulares e no período menstrual existe uma alta nos níveis de progesterona no corpo. Porém, não é porque a mulher está menstruada que seu sistema imunológico terá uma baixa. Na verdade, isso varia de mulher para mulher.

Uma baixa na imunidade costuma apresentar alguns sintomas, geralmente ligados à queda nas defesas do organismo. Alguns dos sinais que o corpo apresenta é cansaço excessivo, febre, náuseas, herpes labial, queda de cabelo, unhas fracas, má qualidade da pele, infecções respiratórias persistentes, e claro, as doenças simples que ficam graves.

Reconheceu um desses sinais? Então, está na hora de buscar o tratamento! Mas aqui vai uma dica: não deixe para cuidar de seu sistema imunológico somente quando está em uma fase enfraquecida. O ideal é cuidar da sua saúde para que nenhum ato corretivo seja necessário. Assim, o organismo estará sempre em seu rendimento máximo!

Como tratar e prevenir

Diferente do que muita gente pensa, tratar e prevenir a baixa imunidade é mais fácil do que parece e começa com a mudança ou adaptação de hábitos. Alimentação, atividade física e boas noites de sono são os fatores chave nesse processo. Veja como tratar e prevenir a baixa imunidade em cinco passos simples:

DNS Alimentação de qualidade

Alimentação de qualidade

A alimentação é a principal responsável pela boa imunidade do organismo. Assim, na hora de montar seu prato, tente escolher opções equilibradas, com uma boa porção de vegetais. Afinal, esses alimentos costumam ser ricos em vitaminas e minerais.

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), o consumo diário recomendado de frutas e vegetais é de 400 gramas, ou de uma forma mais prática de visualizar, três frutas e dois vegetais. Certamente, você é capaz de fazer essa adaptação em seu cardápio para deixar o prato mais saudável!

Vitaminas e Minerais

A forma mais fácil e orgânica de adquirir as vitaminas e minerais necessárias para o corpo é por meio da alimentação. Entretanto, nem sempre é possível encontrar tudo o que precisa nas refeições, especialmente para as pessoas que tem uma rotina muito complicada. Vitamina C, Zinco e Vitamina D são os principais elementos que impactam na imunidade.

Se sua vida não permitir um planejamento alimentar de qualidade, aposte nos suplementos, já que não causam efeitos colaterais e são fáceis de manter sempre por perto. O CuAuAg da linha Cátions e o Himunatt da linha fator H, são ótimos exemplos, já que ambos reforçam a imunidade e tratam infecções de repetição e são bem práticos de consumir.

Atividade física é fundamental

A gente sabe que nem sempre temos ânimo para fazer uma atividade física, mas é aí que mora o segredo: a vontade aumenta a cada nova prática. É por isso que é tão “fácil” para quem já faz algum exercício se manter ativo. A sensação de bem-estar causada pelo movimento corporal é o que dá o incentivo para continuar.

DNS Atividade física é fundamental

Além disso, se manter ativo e fazer exercícios físicos com regularidade aumenta a quantidade de glóbulos brancos, importantíssimo no combate de todas as doenças. Uma dica é buscar por alguma atividade que você realmente goste de fazer. Não é porque a maioria das pessoas treina musculação, por exemplo, que você também vai gostar. Escolher um esporte que faça você se sentir bem é a chave para treinar com regularidade.

Beba água

A maioria do nosso corpo é composto por água, por isso é sempre importante mantê-lo hidratado. Além disso, quanto mais você ingere líquidos, mais coloca em funcionamento seu sistema urinário, responsável por eliminar toxinas do nosso corpo. Então já sabe: beba bastante água ao longo do dia! Vale até mesmo configurar um lembrete no celular de meia em meia hora para não esquecer.

Uma noite de sono faz diferença

O sono é um processo importante para o funcionamento do corpo porque é através dele que nosso organismo recebe a energia que precisa para combater os micro-organismos. Não é à toa que a gripe e outras infecções dão tanta vontade de dormir.

Dormir pouco ou com má qualidade faz com que o sistema imunológico interrompa a produção normal de glóbulos brancos, que são os principais responsáveis pela proteção do corpo. Para adultos, a recomendação de sono é de 7 horas ininterruptas.

DNS Uma noite de sono faz diferença

A melhor forma de evitar doenças como gripes e infecções é manter a imunidade sempre reforçada. Por mais que estas pareçam ser dicas simples, elas fazem toda a diferença e podem impactar diretamente na qualidade dos seus dias. Que tal tentar? Comece com uma mudança por vez (incluindo uma orientação por semana) e comece a notar a mudança em seu corpo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir chat