Esgotamento Mental: Entenda como identificar e como tratar

Esgotamento Mental_ Entenda como identificar e como tratar

Com uma rotina cada vez mais agitada, não é difícil encontrar pessoas que se queixam de sentir exaustão diante das tarefas diárias. O cansaço pode ser um elemento frequente quando temos muitos compromissos, mas sem o descanso devido é possível que o quadro evolua para um esgotamento mental. Você sabe o que é isso? Entenda como identificar e como tratar desse que já é considerado um dos maus do século.

O que é o esgotamento mental_

O que é o esgotamento mental?

O termo esgotamento mental ou estafa é utilizado para caracterizar a exaustão causada por esforço mental em excesso. Uma pessoa com estafa pode sentir desânimo sem nenhuma explicação, dores pelo corpo, falta de vontade de realizar as atividades normais (incluindo aquelas que normalmente a pessoa gosta) e o sentimento de querer “fugir” do trabalho ou de compromissos sociais.

E engana-se quem pensa que somente grandes empresários ou personalidades da mídia desenvolvem esgotamento mental por conta de suas rotinas atribuladas. Esse cansaço pode atingir crianças e adultos de todas as idades. A verdade é que ninguém está livre de se sentir sobrecarregado diante das atividades diárias.

Em um primeiro momento, a pessoa que passa por esgotamento mental vê seu desempenho profissional ou escolar cair. Afinal, o sentimento que antes era de realizar algo prazeroso, passa a ser um verdadeiro pesadelo. Com o tempo, esse esforço e insatisfação constante altera o funcionamento do sistema nervoso central. Isso acontece porque nosso cérebro fica sobrecarregado com a grande quantidade de informações e responsabilidades que deve lidar.

Em dado momento, essa pressão é tamanha que a pessoa passa a sentir dores físicas, um claro pedido de “socorro” que o metabolismo nos manda para que o ritmo seja diminuído. Se não for tratada adequadamente, a estafa pode desencadear outras doenças relacionadas ao emocional, como hipertensão, fobias, ansiedade, problemas cardíacos e gastrite. Ou seja, a estafa é uma doença mental, mas rapidamente pode passar para outras áreas do corpo.

Sintomas do esgotamento mental

Sintomas do esgotamento mental

Sensação de cansaço, falta de vontade de realizar as atividades, sentimento de fuga dos problemas. Mas será que isso significa que você está passando por um esgotamento mental ou é só o cansaço do dia a dia? A verdade é que a estafa pode ser facilmente confundida por um longo período de estresse, o que dificulta o diagnóstico.

Uma forma de saber se você está vivendo uma estafa é conferir os sintomas. É claro que é sempre importante consultar um médico de confiança para definir se é mesmo esgotamento mental, mas saber sobre os sinais pode ser fundamental para buscar ajuda.

Os sintomas de estafa incluem apatia, insônia, irritabilidade, falhas de memória, tristeza e angústia. Alguns pacientes apresentam também azia, má digestão e baixa no desejo sexual, além de dores pelo corpo.

Além disso, a imunidade também sofre. A estafa, por mais que seja psicológica, pode alterar a imunidade do organismo, fazendo com que o corpo fique mais vulnerável para o surgimento de outras doenças. Ficar doente com frequência, seja um resfriado ou alergias, pode ter relação direta com o esgotamento mental.

É preciso fazer uma avaliação cuidadosa dos sintomas para verificar uma estafa. Mas se você estiver passando por um desses quadros, não ignore os sinais de seu corpo. Procure ajuda médica para buscar um tratamento, que é a única forma de devolver a vitalidade para o organismo.Tratamento da estafa mental

Tratamento da estafa mental

Sim, é possível curar o esgotamento mental por meio de tratamento. E ele é mais simples do que parece: é só relaxar. Esses sinais que o corpo envia nada mais são do que pedidos para que a pessoa “pise no freio” e diminua o ritmo de vida. Um médico é o melhor profissional para passar orientações sobre o assunto, mas algumas atitudes você pode tomar por conta própria, já que tem relação com o estilo de vida. Confira algumas dicas para tratar a estafa:

Desenvolva uma rotina funcional

Na gana de fazer muito e estar presente em todas as funções, muitas vezes nos colocamos em uma rotina desnecessariamente complexa. O ideal é que você faça uma análise dos seus compromissos diários e veja o que pode diminuir, ou mesmo elabore uma nova forma de se organizar em que os prazos não comandem seus dias.

Faça uma atividade física

Normalmente, a estafa nos tira a vontade de realizar qualquer atividade, incluindo os exercícios físicos. Mas faça um esforço genuíno para movimentar seu corpo. Uma dica é escolher uma modalidade que você realmente goste de fazer, já que os esportes são capazes de levar o cérebro a produzir o hormônio da felicidade e nos devolver a motivação.

Reveja sua alimentação

Ter uma alimentação equilibrada e saudável faz com que as energias sejam renovadas. Muitas vezes, temos a falta de vitaminas em nosso corpo, o que faz com que o organismo não consiga trabalhar em sua potência máxima. Essas vitaminas podem ser obtidas nos próprios alimentos ou em suplementos, como o Energypower da linha Fator H, que auxilia no tratamento para a estafa ao repor as vitaminas que precisamos diariamente. Por ser um suplemento (não um remédio), não tem contra indicação.

Reserve um tempo para você

Há quanto tempo você não tem um momento para si mesmo? Coloque na sua agenda pelo menos uma hora por semana para fazer uma atividade que te faça bem. Pode ser ler um livro, conversar com um amigo, assistir um filme, cozinhar, enfim. Esses momentos, que parecem simples, ajudam a desenvolver o sentimento de bem-estar e servem como contraponto para a rotina desgastante.

Procure ajuda

Se mesmo com essas pequenas alterações na rotina o sentimento de cansaço continuar presente, procure ajuda. O acompanhamento psicológico em momentos de muita tensão é fundamental, pois colabora com o paciente ao desenvolver formas mais saudáveis de lidar com os problemas.

Dê adeus para a estafa

É difícil hoje ficar completamente isolado dos problemas e dos compromissos diários, mas é nossa responsabilidade cuidarmos de nosso corpo e mente. Com tudo em equilíbrio, é possível manter um bom desempenho em todas as esferas da vida, sem prejudicar a saúde. E nada melhor do que estar bem de verdade, não é mesmo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir chat
1
Tem dúvidas sobre este conteúdo? Entre em contato
Powered by