Oligoelementos: O que são e qual a sua importância para o organismo

Oligoelementos- O que são e qual a sua importância para o organismo

Já faz algum tempo que as pessoas passaram a perceber o quanto a alimentação tem relação com a saúde. Entender como os nutrientes dos alimentos trabalham em nosso organismo é essencial para mantermos o corpo funcionando em pleno potencial. O que talvez seja uma novidade para você são os chamados oligoelementos, que tem um papel importante para o organismo. Confira o que são e qual a importância dos oligoelementos!

O que são oligoelementos?

São componentes químicos que colaboram com o organismo em vários processos metabólicos. Entretanto, eles não são produzidos pelo nosso corpo, o que significa que precisamos de fontes externas para que tudo funcione de forma adequada.

Diferente de hormônios e outros componentes que são formados pelo nosso próprio organismo, os oligoelementos se desenvolvem no solo ou em animais, o que faz com que somente por meio de alimentos ou suplementos seja possível recarregar o corpo com os nutrientes.

Apesar de fundamentais, os oligoelementos são muito leves, o que faz com que a quantidade no organismo seja contada em microgramas. E ainda que a presença no corpo pareça pequena, um consumo insuficiente desses componentes faz total diferença para a saúde, trazendo como consequência várias complicações.

Quais são os oligoelementos e qual sua importância?

Quais são os oligoelementos e qual sua importância

Existem mais de 70 oligoelementos que são importantes para o organismo, cada um com uma função distinta e maior ou menor presença nos alimentos. Entretanto, entre estes componentes, existem os principais, que devem estar presentes na dieta de qualquer pessoa que queira ter uma saúde melhor.

A falta de oligoelementos tem relação direta com uma série de complicações de saúde, desde diminuição de glóbulos vermelhos, passando por falhas nos processos cerebrais, até o desenvolvimento de doenças como anemia e problemas com a tireoide. Conheça a seguir 7 oligoelementos, onde encontrá-los e qual a importância para o organismo:

Ferro

O ferro é um elemento que tem importante papel para a produção da hemoglobina, mioglobina e enzimas respiratórias, além de fazer parte de alguns processos cerebrais. O Ferro é encontrado facilmente na carne de fígado, gema de ovo, legumes e nozes. Com pouco Ferro, o organismo tem sério risco de desenvolver anemia.

Zinco

Para ter dimensão da importância do Zinco, basta saber que ele opera em mais de 200 processos enzimáticos, especialmente aqueles relacionados ao metabolismo e digestão. A falta de Zinco na fase infantil pode provocar atraso no crescimento, e para os adultos, uma menor capacidade de cicatrização. O oligoelemento está presente em vegetais, carnes, pescados, fígado, ostras e cereais integrais.

Flúor

Muita gente não sabe, mas o Flúor é um componente essencial para a saúde dos ossos e dentes e ele também pode ser encontrado nos alimentos, como água fluorada, crustáceos, grãos e peixes. A falta do Flúor aumenta a incidência de cárie dentária e osteoporose.

Magnésio

O Magnésio é tão importante que está envolvido em mais de 350 processos metabólicos do organismo. A recomendação diária de consumo é de 500 miligramas, já que dietas pobres em Magnésio levam à uma pressão desregulada, doenças cardíacas, diabetes e até enxaqueca. O elemento está presente nas nozes, vegetais de folhas escuras e feijão.

Cobre

O Cobre tem como função integrar outros oligoelementos, como o Ferro, Zinco e a Vitamina C. Ele também é essencial para as funções cerebrais, regulação dos hormônios e produção de energia. Anemia, desmineralização óssea, alteração do cabelo e hipotermia são algumas das consequências da falta de Cobre. Ele pode ser encontrado no fígado, ovos, peixes, trigo integral e feijão.

Iodo

Componente de frutos do mar, sal de cozinha iodado e laticínios, o Iodo tem papel importante para o bom funcionamento da tireoide e é capaz de estimular o metabolismo. Além disso, é bastante útil na gravidez, pois fortalece a saúde do bebê.

Manganês

O Manganês ajuda na ativação de algumas enzimas, além de reprimir a produção de radicais livres e regular o nível de açúcar no sangue. Encontre Manganês nos cereais integrais, gemas de ovo, carnes, nozes, frutos secos e vegetais verdes. A falta do elemento no corpo está relacionada com o surgimento de alergias, enxaquecas e hipertensão leve.

Alimentação x Suplementação

Ainda que os oligoelementos não sejam produzidos pelo corpo humano, não é difícil encontrar esses poderosos componentes na alimentação. A melhor parte é que, muitas vezes, um alimento conta com mais de um oligoelemento, como é o caso da carne de fígado, que oferece Cobre, Ferro e Zinco para quem consome.

Entretanto, se sua rotina for complexa ou se você costuma fazer muitas refeições fora de casa, obter oligoelementos por meio de uma alimentação equilibrada, pode ser uma tarefa difícil. Ao invés de deixar que seu corpo sofra com as consequências da falta de componentes, especialmente estes vindos de uma alimentação saudável, uma solução é contar com suplementos minerais.

Os suplementos minerais são composições que repõem as reservas de nutrientes no organismo. Assim, as empresas farmacêuticas conseguem extrair os oligoelementos de carnes, frutas e verduras e transformar em sprays ou cápsulas para que sejam absorvidas pelo organismo.

A maioria dos oligoelementos citados anteriormente e outros componentes importantes fazem parte da linha Elemento Ativo, da DNS. Os elementos em forma de suplementos são interessantes pois dão mais praticidade ao usuário, que tem a certeza que está ingerindo a quantidade necessária de determinado oligoelemento para o bom funcionamento do organismo.

Na hora de escolher entre alimentação e suplementação, leve em consideração a sua rotina e as suas necessidades. Para algumas pessoas, montar uma dieta saudável pode ser complicado, além de que em alguns casos há uma necessidade maior de suprir com determinado oligoelemento – nessas situações, o melhor é o suplemento mineral. Agora, se você gosta de colocar a mão na massa, pode investir em alimentos repletos de bons componentes.

Lembre-se que é sempre importante contar com o auxílio médico para identificar como está o nível de oligoelementos no seu corpo. Ainda que os suplementos minerais não tenham contraindicação, é interessante saber quais elementos devem ser inseridos na dieta para equilibrar a saúde e conquistar a nutrição adequada para sua necessidade.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir chat